Guia de presentes natalinos feministas

O que não falta nessa época do ano são listas imensas de sugestões de presentes. A gente resolveu fazer a nossa também, mas é claro com uma pegada feminista. Tudo que está listado aqui é produzido por mulheres e tem aquele ‘plus’ de resistência que não dá pra encontrar em qualquer lugar. Se for pra ser consumista no Natal, que a gente então dê apoio para mulheres artesãs e que fazem produtos que falam alguma coisa, não é mesmo?

1. Puta Peita

É bem possível que você já conheça a Puta Peita, afinal a marca ganhou uma garota propaganda de peso esse ano: a candidata a vice presidência do Brasil, Manuela D’ávila. Sabe a camiseta ‘Lute como uma garota’ que ela estava sempre usando? Pois é, é da Puta Peita!
 
View this post on Instagram
 

A post shared by PEITA (@putapeita) on



2. Paula e Ponto

Bordado sempre foi visto como uma atividade feminina, e, por causa disso, nunca respeitado como trabalho. Pois nos últimos anos as mulheres reivindicaram o bordado como trabalho remunerado e produzindo peças incríveis Brasil afora. A Paula é uma dessas mulheres, e faz diversos bordados bacanas, divertidos e personalizados.
 
View this post on Instagram
 

A post shared by Paula e Ponto (@paulaeponto) on



3. Conspiração Libertina

Adesivos, tatuagens temporárias, bordados termocolantes, camisetas, ímãs de geladeira… a Conspiração Libertina tem uma coleção enorme de produtos com temática feminista. Somos fãs das tatuagens temporárias, em particular!
 
View this post on Instagram
 

A post shared by Conspiração Libertina (@conspiracaolibertina) on



4. Ema Livros

A Ema Livros é uma editora feminista, de livros sobre mulheres, para mulheres e escritos por mulheres. Pacote completo! A maior parte do catálogo é dedicada a maternidade, com títulos sobre gravidez, amamentação e criação de crianças.
 
View this post on Instagram
 

A post shared by Ema Livros (@emalivros) on



5.Passeatta

A Passeatta é de Portugal, então talvez essa dica seja mais voltada para a turma que mora na Europa. Ainda assim, vale a pena conhecer! Elas faz camisetas personalizadas com uma pegada política. Existe uma coleção, mas você pode mandar fazer a sua, do jeito que quiser!
 
View this post on Instagram
 

A post shared by Passeatta (@passeatta) on



6. Revista Empodere

Não deixem as revistas morrerem, principalmente revistas feministas como a Empodere! Feita por mulheres e que divide os lucros entre as colaboradoras. Não é incrível? Em tempos de jornalismo decadente, a Empodere nos traz uma luz feminista no fim do túnel patriarcal.
 
View this post on Instagram
 

A post shared by Revista Empodere (@revistaempodere) on



7.Siriguela Criativa

Adesivos, canecas, ímãs… um monte de peças legais do dia a dia mas que já dão aquele recado feminista. E se você é vegana, vai gostar mais ainda, pois a loja também abraça essa causa maravilhosa!
 
View this post on Instagram
 

A post shared by Siriguela (@asiriguela) on



8. Trama Livre

A loja, de autoria de uma feminista, subverte o imaginário geral de que pano de prato é coisa de vó. Ela escancara verdades pelos panos de prato. Uma opção de lembrancinha feminista que dá vontade de enquadrar.


9. Amma

Uma forma de passar o ano ao lado de mulheres incríveis é o calendário de parede “Mulheres nas Artes – pintoras e desenhistas”, elaborado por Angélica Kalil (texto) e Amma (ilustrações).
 
View this post on Instagram
 

A post shared by { Amma } (@mariammaf) on



10. Schopf Papier

Elena Ferrante tem mais que fãs: tem um culto de leitoras fervorosas! Então pra quem não consegue largar os livros dela, fica a dica da ecobag #FerranteFever. Ótimo presente para as leitoras vorazes!
 
View this post on Instagram
 

A post shared by Sumaya (@sumaya_fagury) on



11. The Feminist Tea

Apreciadoras de chá, essa é pra vocês! Sabia que existe um chá feminista? Pois é, as criadoras, além de homenagear grandes mulheres e terem uma cadeia de produção sustentável, dão também apoio para projetos que dão assistência mulheres em situação vulnerável. É possível fazer uma assinatura mensal ou comprar os chás individualmente.